quinta-feira, 23 de março de 2017

marketing juridico

clientes e prospects e o marketing de relacionamento, e destacam a importância do valor da marca de uma empresa, que se traduz em sua vantagem competitiva. Já Certo e Peter (1993) analisam os fundamentos de marketing para uma administração estratégica. De acordo com os autores, um desses fundamentos é a vantagem diferencial competitiva, responsável pela superioridade em relação aos concorrentes.


O marketing jurídico alinha todos os conceitos até aqui mencionados, especialmente estruturados de acordo com a realidade e características do meio jurídico. Bertozzi (2003) - a única obra existente atualmente no país sobre o assunto - descreve uma série de ferramentas de marketing que devem ser utilizadas pelos escritórios de advocacia que desejam posicionar-se de maneira competitiva no setor, e que, principalmente, podem ser utilizadas sem restrições pela OAB –



marketing advogado
marketing juridico
captar clientes na advocacia
curso de marketing juridico
marketing para advogados
Ordem dos Advogados do Brasil. Seus conceitos são abrangentes a ponto de atingir todos os públicos com os quais as bancas interagem, ajudando a solidificar, assim, a imagem das mesmas. 5 MARKETING JURÍDICO: HISTÓRIA, CONCEITOS E ANÁLISES 5.1 O processo histórico Termo relativamente novo, o marketing jurídico começou a ser discutido no Brasil há aproximadamente duas décadas.


 No entanto, por se tratar de um assunto tão específico, peculiar e com inúmeras restrições legais, culturais e éticas, começou a ser realmente estudado e viabilizado por alguns escritórios de advocacia – principalmente os maiores – somente na década passada, quando essas grandes bancas começaram a perceber que a competitividade aumentava a cada dia, os concorrentes ofereciam os mesmos serviços e benefícios,


as estruturas eram muito similares e era necessário, caso quisessem continuar a crescer, desenvolver mecanismos que as diferenciassem no mercado. Até a década de 80, não havia preocupação formal em relação à comunicação dos escritórios de advocacia com os públicos com os quais interagia. Na década de 90 essa

Nenhum comentário:

Postar um comentário